Você está em: Aparelho Digestivo » Problemas do Aparelho Digestivo » Câncer do Aparelho Digestivo
Quinta, 28 Ago 2014
consulta
Ter, 13 de Setembro de 2011 16:20

Câncer do Aparelho Digestivo

A palavra câncer, tumor ou neoplasia refere-se a um conjunto de células com proliferação incontrolada. Este crescimento anormal é geralmente irreversível e gerado por múltiplos estímulos. Os tumores do aparelho digestivo representam juntos uma grande fração de todos os tumores humanos.

O câncer pode ocorrer em qualquer órgão do aparelho digestivo, e é, na imensa maioria das vezes, de tratamento cirúrgico, que consiste na retirada de uma porção ou de todo o órgão envolvido, seguido da reconstrução ou substituição do órgão retirado para restabelecer a função perdida. Alguns tipos de câncer do aparelho digestivo podem necessitar de tratamentos complementares com quimioterapia ou radioterapia.

Fatores que contribuem para o aparecimento do câncer no aparelh digestivo

Na maioria das vezes se desconhece a causa da maior parte dos tumores do aparelho digestivo. O nosso organismo é constituído por células e, no núcleo das células, existem os cromossomas que contêm os genes. A informação genética está inscrita nos genes. São os genes que fornecem as instruções para o funcionamento das células.

Uma célula normal pode sofrer alterações nos seus genes. Chamamos a isso mutação genética. As células cujo material genético foi alterado passam a receber instruções anormais para as suas atividades. As alterações podem ocorrer em genes especiais, denominados oncogenes, responsáveis pela malignização (ou cancerização) destas células. Essas células diferentes são as células cancerosas que irão crescer e gerar o tumor.

As células cancerosas multiplicam-se de maneira descontrolada, mais rapidamente do que as células normais do tecido à sua volta e podem invadi-lo. Além de invadirem os tecidos celulares à sua volta, as células cancerosas adquirem a capacidade de se desprender do tumor e de migrar através dos vasos sanguíneos e dos vasos linfáticos indo implantar-se em órgãos distantes, dando origem às metástases. O crescimento celular desordenado, a capacidade de invadir tecidos vizinhos e de enviar metástases para locais distantes (como fígado, pulmão, e ossos) são as características que distinguem um tumor maligno de um tumor benigno.

Os fatores conhecidos que estão envolvidos do aparecimento dos tumores do Aparelho Digestivo são:
•    Idade
•    Hereditariedade
•    Exposição a fatores cancerígenos do ambiente vírus, bactérias, produtos químicos, cigarro, álcool e alimentação inadequada

Tipos de Câncer do Aparelho Digestivo

Uma ampla variedade de tumores pode se desenvolver ao longo do aparelho digestivo, do esôfago ao reto incluindo também outros órgãos que auxiliam na digestão como o pâncreas e o fígado. Alguns desses tumores são malignos e outros benignos. Nesta seção você poderá obter maiores informações sobre prevenção, fatores de risco, sintomas, diagnóstico, tratamento e resultado dos cânceres do aparelho digestivo. Enfatizamos sempre a importância do diagnóstico precoce. Focamos em o que existe de mais moderno na área com ênfase em atendimento multidisciplinar, que envolve vários profissionais especializados para que você possa ter o melhor tratamento. 
 
RSS Hepatogastro Hepatogastro no Twitter Hepatogastro no Facebook Hepatogastro no Twitter Blogger Hepatogastro Hepatogastro no Delicious
 
Desenvolvido por: Desenvolvimento de Site